20/05/2008

Brasília faz Bienal de Design em outubro

De 8 de outubro a 5 de novembro o Movimento Brasil Competitivo promove em Brasília a 2 Bienal Brasileira de Design, no Museu Nacional.

Desenho industrial, joalheria e artesanato farão parte da mostra. Mais informações no site

Mara Gama às 20h56

19/05/2008

Reinventando a própria criação


A empresa britânica nasceu em 1855 e, 50 anos depois, em 1945, lançou a primeira lâmpada de mesa de trabalho com sistema ajustável que mantém a posição em que é colocada através do balanço de molas: a Anglepoise. A peça é tão emblemática que virou um tipo. E hoje é também o nome da empresa que a concebeu.

O mecanismo e a forma são reproduzidos, reinterpretados e replicados desde os anos 40 até hoje por muitas empresas e designers independentes - e não haveria porque não ser, pois a idéia é boa e ainda dá sopa.

Responsável pela criação da primeira, algo que alguns estudiosos do design definem como a "descoberta de um padrão" e que seria muito mais significativo que a invenção de um desenho que se resolve em si mesmo, a empresa Anglepoise participou pela primeira vez este ano dos eventos paralelos dos Salões de Móvel de Milão, para lançar a Anglepoise Fifty, a Giant Anglepoise 1227 para ambientes externos e as novas cores da Type1228.

A Anglepoise Fifty, de Anhtony Dickens, é uma peça fixa de policarbonato injetado, que reproduz o perfil da Anglepoise original como uma moldura, em que a lâmpada é fixada em inclinação de 50 graus. Com a parte de trás aberta, a luminária projeta a luz e a cor do policarbonato sobre a parede mais próxima. 

A Giant Anglepoise 1227 ganhou uma versão para áreas externas, com lâmpadas de boa performance de economia de energia e diversos modos de fixação no solo.

Foram apresentadas também as novas cores da Type1128, de Kenneth Grange. A Type1228 foi criada para celebrar os 70 anos da original Anglepoise. As cores novas da cúpula são laranja, verde, cinza e azul. O corpo da luminária é prata e pode ser modificado com a junção de um pé para apoio no solo, um suporte para parede ou uma pinça para mesas e prateleiras.

           

A empresa atribui a modernização dos últimos anos à entrada de Simon Terry, quinta geração dos Terry que fundaram em 1855 a Herbert Terry & filhos. A participação dos designers britânicos Kenneth George e Anthony Dickens faria parte do esforço de "criar harmonia entre as mais modernas técnicas de produção e os valores que fizeram do produto original um design sem tempo datado".

 

Mara Gama às 21h13
Veja todos os posts
Perfil

Mara Gama é jornalista com especialização em design.

Perfil