02/11/2010

100% Design Londres na visão de Baba Vacaro

"Fade Out chair", que fez parte da primeira individual do estúdio Nendo em Londres, nos meses de setembro e outubro

Cadeira do estúdio Nendo, exposta em Londres

 

Os japoneses Nendo e Tokujin Yoshioka e os ingleses Stuart Haygart, Paul Cocksedge, David Trubridge foram destaques da 100% Design Londres de 2010, que aconteceu em setembro, na opinião da designer Baba Vacaro. Baba  já esteve duas vezes na mostra, já visitou a 100% Design de Tóquio e visita regularmente há muitos anos a semana de design de Milão, “porque é o maior evento do segmento e lá é possível ver uma seleção de design dos quatro cantos do mundo”.

 

Instalação do designer Stuart Haygarth numa das escadas de mármore do Victoria and Albert Museum, de Londres, que usa molduras de quadros de cores, texturas e formas diferentes


No último ano, incluiu no roteiro de mostras internacionais a Maison&Objet, de Paris. “Visito as feiras por diversas razões: para alguns de meus clientes, sou responsável pela seleção/importação de produtos. Por conta disso visito tanto feiras mais comerciais ( já fui até a Hong Kong ) quanto feiras mais alternativas. Preciso descobrir novos talentos pelo mundo”.


“Antigamente visitar as feiras internacionais era a única maneira de saber o que estava acontecendo no universo do design. Hoje em dia o conteúdo está disponível "on line", há muitas maneiras de conhecer o trabalho de outros designers, e de instituições internacionais. Mas acho que a experiência ao vivo é insuperável. Escolher você mesmo o que quer conhecer, poder se aprofundar, conversar com as pessoas, sentir o clima dos lugares. Isto só dá para fazer estando nos lugares.”


Por causa desta grande experiência, pedi a Baba uma entrevista sobre os destaques da 100% Design Londres.


Formada em desenho industrial pela Faap, Baba dirige o Design Mix, atuando como diretora de criação para marcas como Dominici, Dpot e St. James. É articulista convidada de veículos especializados em design e decoração e  apresenta, desde março de 2010, às terças e quintas, um boletim sobre design na Rádio Eldorado. “A atuação na rádio me força a pensar de um jeito um pouco diferente, menos naquilo que eu preciso aprender e mais no que seria interessante para um número maior de pessoas”


Segue a entrevista que Baba deu ao Blog Design:
 

Blog Design - O que mais se destacou nesta edição da 100% Design Londres?
Baba Vacaro -
 Fica evidente o poder transformador que o investimento em educação traz aos jovens designers ingleses, pois a eles é permitido experimentar, sem preocupação com o resultado comercial. E assim podem ir mais fundo, buscar a essência, sair da superficialidade.


BD Pode citar criadores, marcas ou grupos que na sua opinião se destacam?
BV
Os japoneses, Nendo, Tokujin Yoshioka; os ingleses Stuart Haygart, Paul Cocksedge, David Trubridge; Piet Hein Eek e outros holandeses da turma de Eindhoven; Inga Sempe, para citar apenas alguns, de bate-pronto.


BD Qual o diferencial da mostra em relação às outras semanas de design?
BV
A Design Week de Milão tornou-se um evento de proporções estratosféricas. Começa a ficar difícil encontrar coisas interessantes, pois o volume é imenso. E pela pressão comercial, a tendência é que os grandes esmaguem os pequenos. Um evento como o London Design Festival dá mais espaço aos designers emergentes, aos estudantes, ao inusitado, ao menos ortodoxo. É um ambiente mais favorável ao surgimento de novas propostas
 

BD Que idéias esta nova produção internacional aponta?
BV
A busca por aquilo que realmente importa, a discussão sobre o que realmente precisamos, que é a base do desenvolvimento sustentável. Que tipo de produtos queremos para fazer parte de nossas vidas. Isso tem proporcionado o aparecimento de diversas vertentes e grupos de produção, tanto intelectual quanto de produtos também.
  

BD Além de criadora, você tem um papel de divulgação do design, com o seu programa de rádio, e participa também de concursos de design. Com esta experiência, como avalia a produção atual de design?
BV
Fazer parte do grupo que avalia e seleciona projetos da produção atual de design, como jurada de concursos, é uma maneira realmente interessante de ter um panorama desta produção. Idem pelo fato de ser responsável pela direção de criação de marcas importantes do mercado. O melhor da produção atual do design brasileiro e internacional, em produtos para casa, sempre chega às minhas mãos. Com o rádio, tenho a oportunidade de divulgar o tema para um número muito maior de pessoas, e gosto de pode ajudá-las a pensar em quais as características de um bom produto, de um bom projeto, que podem realmente melhorar a vida delas. O design até bem pouco tempo era visto como algo supérfluo; hoje a divulgação da cultura do design ajuda o próprio consumidor a ter acesso a bons produtos, produtos em que o design está na raiz, na concepção. Vivemos um momento de amadurecimento do design no Brasil, mas ainda temos um longo caminho a trilhar.

Mara Gama às 20h55
Veja todos os posts
Perfil

Mara Gama é jornalista com especialização em design.

Perfil